quinta-feira, 3 de junho de 2010

Estações vão virar Centros culturais

Legado ferroviário para a Cultura

(Matéria publicada no Jornal Extra - Caderno Minha Cidade de 29/05/2010)

Secretário sugere transformar antigas estações de trem do Barreto e de São Gonçalo em centros culturais.

Matéria de Fabíola Gerbase

Testemunhas do tempo em que era possível viajar de trem de Niterói a Vitória, no Espírito Santo, as estações ferroviárias voltam à cena com o início da limpeza da antiga linha férrea,uma preparação para as prometidas obras da Linha 3 do metrô. O secretário estadual de transportes, Sebastião Rodrigues propôs, depois de concluir a limpeza dos terminais, transformar as antigas estações de Niterói e São Gonçalo em centros culturais. O projeto começaria nos terminais do Barreto e de São Gonçalo.


Estação de São Gonçalo (Foto de Letícia Pontual)
- Claro que a criação desses centros depende de parcerias com as prefeituras. Mas também é interesse do governo do estado preservar essas estruturas. O entorno das futuras estações do metrô receberá muitas melhorias, como ciclovias.

Inaugurada em junho de 1913, a estação Barreto é hoje moradia de duas famílias. Uma delas é a de um ex-agente ferroviário, que vive ali há 17 anos. Seu entorno está cheio de lixo e entulho. Marylin Maia, moradora do bairro, lamenta que a área tenha ficado tão abandonada.


Estação do Porto da Madama (Foto de Letícia Pontual)


- A situação foi piorando aos poucos. Usei o trem até os 18 anos. Era um passeio lindo. Podia ir a Itaboraí com um transporte só - relembra Marylin.
Entre as estações de São Gonçalo, a mais preservada é a de Porto de Madama. Em novembro e 2009, o vereador Marlos Costa (PT) conseguiu aprovar o projeto de lei que propunha tombá-la, junto com as estações Alcantara e São gonçalo.

Adeus às Barcas de São Gonçalo

Projeto perde espaço para a linha 3

Matéria de Durlo Victor

Anunciada há 3 anos como alternativa de transporte e uma das soluções para o trãnsito de Niterói, a linha de barcas São Gonçalo-Praça Quinze foi descartada como prioridade da Secretaria Municipal de Transportes, segundo nota oficial enviada à redação.

A Estação do Barreto é moradia para duas famílias (foto de Marcos Antonio Teixeira)


O órgão decidiu apostar as fichas na construção do primeiro trecho da Linha 3 do metrô - entre Alcântara e a Praça Araribóia.
A escolha é preocupante na medida em que o metrô como transporte de massa entre São Gonçalo e Niterói - a capacidade projetada é de até 350 mil pessoas por dia - só será bem sucedida se o sistema de barcas for ampliado, já que o projeto de metrô sob a Baía de Guanabara não tem previsão.

1 comentários:

Seria lindo se fosse verdade.
A Intenção do governo do estado de construir NADA é tão clara que o ramal de guapimirim foi repassado a supervia e os ferroviários da central que poderiam trabalhar na obra da linha 3 estão sendo aposentados ou mandados para "serviços administrativos".
veja; http://lauaxiliar.blogspot.com/2011/06/o-ultimo-trem-da-central-correu-antes.html
e
http://lauaxiliar.blogspot.com/2010/06/trem-barrinha-resumo-historico_19.html

Postar um comentário

Seguidores

Estamparia Trilhos do Rio